A Seleção - A Seleção # 01

Olá, pessoas! ( ՞ ᗜ ՞ ) Hoje venho com a resenha do primeiro volume desta série que vocês provavelmente já ouviram falar, pois se tornou um sucesso nos últimos tempos. 

Informações:
Título:                       A Seleção - A Seleção # 01
Gênero:                     Romance, Distopia
Editora:                    Seguinte
Ano:                          2012
Páginas:                    268
Autora:                     Kiera Cass
Sinopse: Nem todas as garotas querem ser princesas. America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria apenas ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto. Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma...

A Seleção se passa em um futuro distópico, após a terceira guerra mundial, onde o governo é monárquico e as pessoas são dividas em castas. America Singer pertence à casta cinco, então toda sua família trabalha com coisas relacionadas à arte.
America é cantora, tem dezessete anos e namora secretamente Aspen, de casta quatro. A vida da família da protagonista é razoável, mas eles não podem se dar qualquer luxo. Nesta época, o comum é as moças se casarem com homens de castas mais acima que as delas, para terem uma condição melhor, então o namoro com Aspen traria muitos problemas para sua família se descoberto.
Uma novidade surge no reino, um dia: O rei a a rainha irão fazer A Seleção, uma espécie de reality show onde haverão trinta e cinco candidatas à esposa do herdeiro, Maxon, e, consequentemente, à coroa. As inscrições estão abertas para todas as moças do reino, de todas as castas.
America não quer participar, pois já tem o amor de sua vida e ser uma princesa não lhe interessa. Mas sua mãe insiste tanto que ela acaba se inscrevendo, ciente de que não tem a menor chance de ser selecionada.
Mas então que o resultado da seleção sai e America está entre elas. Ela não consegue acreditar e não tem a menor vontade de ir participar do reality show para conquistar o príncipe. Mas várias coisas acontecem e, magoada, ela decide se afastar, mesmo que indo para o castelo.
Esta série virou uma febre e admito que eu vivia perdendo a vontade de ler, pela quantidade de pessoas comentando.
Sempre tive muita curiosidade, pois adoro distopias, castelos, princesas, e as capas, tenho de confessar, me atraem muito. Comprei mesmo estando enjoada e com alguns spoilers, e, quando li, fui tão cativada que me arrependi de meu receio!
A Seleção é contado por America revelando pouco a pouco aquele futuro, a sociedade e castas. Isso prende bastante, pois é interessante conhecer este mundo diferente. A parte onde America passa a viver no castelo também traz muitas descobertas, descritas de uma forma envolvente e simples.
America me agradou muito como protagonista. Ela não é aquele tipo de garota bobinha e tem uma personalidade adoravelmente forte e engraçada.
Os outros dois protagonistas, Aspen e Maxon, causaram sentimentos curiosos em mim. Primeiro eu *AMEI* Aspen, e depois que algo aconteceu, odiei-o muito. Não gostava muito de Maxon mas, depois, amei-o muito, enquanto não gostava mais do outro.
Depois, com novos acontecimentos, voltei a gostar de Aspen enquanto gosto de Maxon. Estou confusa! Acho que estes sentimentos sugiram por causa da empatia que sinto com a protagonista. Por causa dos tantos spoilers *por isso detesto ler livros muito famosos* sei com quem America ficará afinal, infelizmente.
Além destes protagonistas, é bem mostrado a personalidade das outras selecionadas. Algumas, são inacreditavelmente irritantes, sem qualquer escrúpulo para conseguir a coroa. Outras, inacreditavelmente doces a ponto de esquecermos que são ameaças para America, tecnicamente.
Enfim, este livro foi muito julgado por mim e acabei me apaixonando. É um universo fantástico e a estória é muito fofa e cativante, mas com seriedade à medida certa. E o final deste livro deixa brechas e muita curiosidade sobre o próximo volume, A Elite.
Quem ainda não leu, deve deixar os preconceitos de lado se estiver procurando uma distopia envolvente, um romance fofo, triângulo amoroso, e protagonistas apaixonantes.

Avaliação:
★ ★ ★ ★ ★
trilogia inicial
Inicialmente, A Seleção era uma trilogia, composta por A Seleção, A Elite e A Escolha, mas a autora lançou mais livros, como Contos da Seleção, A Herdeira *sinopse aqui*, e Felizes para sempre *sinopse aqui*. Eu gostei muito do primeiro livro, fico com vontade de ler os próximos, mas detesto esse tantos volumes, que é o que acontece, geralmente, quando uma série faz sucesso demais e o autor tenta extrair o máximo. Além disso, os comentários que li sobre A Herdeira não foram muito motivadores. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário