Filme Ai Wo Utau Yori Ore Ni Oborero!

Oláa!╭ (ㅇ‿ o#)ᕗ Hoje venho com uma indicação de um filme japonês super fofo que assisti recentemente, baseado no mangá de mesmo nome. 

Informações:
Título:           Ai Wo Utau Yori Ore Ni Oborero! / 愛を歌うより俺に溺れろ! /  Be Crazy About Me
Gênero:          Comédia Romântica, Teen, Romance
Duração:        91 min.
Ano:               2012
Elenco:          Karam, Ito Ono, Yuta Furukawa, Takuya Terada, Akira, Shishido Kavka, Shuto Yoshihara, Haruka Kawamura.
Sinopse: Akira Shiraishi (Karam), é um jovem do ensino médio com características femininas ele é a “princesa” da escola de meninos “Dankaisan’, para todos ele é a menina mais linda do mundo mesmo todos sabendo que ele é um menino. Mizuki Sakurazaka (Ito Ono), é uma garota da mesma idade, ela toca guitarra na banda Blaue Rouse e estuda na escola só para garotas “Nobara” ela é considerada um “principe” pelas outras alunas e sempre é confundida com um garoto. Quando crianças eles já se gostavam, mas agora com uma série de acontecimentos cômicos faz com que eles se aproximem novamente e fiquem juntos, e o amor deles só aumenta, assim como o preconceito das pessoas ao redor deles que tentam separá-los.

Akira Shiraishi, interpretado por Karam do grupo sul coreano The Boss, é um garoto com características femininas; muitas vezes sendo confundido com uma garota. Estuda na escola de meninos Dankaisan, onde é como um ídolo para todos os outros garotos. Os estudantes acham Akira lindo, uma princesa, e todos são apaixonados por ele (e todos são héteros!) a ponto de ter um grupo de "paparazzi" que o fotografa sem parar e até mesmo lojinhas pelos corredores, onde é comercializado coisas personalizadas com fotos de Akira.
Akira 
Mizuki Sakurazaka, interpretada pela atriz Ito Ono, por sua vez, estuda na escola de meninas Nobara e toca guitarra na banda Blaue Rouse. Tem uma beleza pouco delicada, sendo muitas vezes confundida com um garoto e todas as garotas da escola são apaixonadas por ela, que é considerada um príncipe.
 Mizuki
Akira e Mizuki já se conheciam quando crianças, e se gostavam, mas haviam deixado de se ver. Porém, o destino faz com que se reencontrem agora e as velhas emoções ressurgem, dando início a uma série de incidentes divertidos e muito fofos.
Decidi ver o filme Ai wo Utau Yori Ore ni Oborero! após saber que Takuya Terada, meu bias do grupo sul coreano Cross Gene, estava no elenco. Eu não esperava muito, pois iria assistir só por causa do Takuya e acabei me surpreendendo tanto!
Takuya, que interpreta Kiryuuin Rui
Só posso dizer o quanto este filme é infinitamente fofo! O enredo é shoujo e bobinho mesmo, sem vilões, grandes dramas ou reviravoltas, mas muito divertido. São muitas cenas hilárias e algumas até mesmo absurdas (como quando Mizuki pula para Akira da sacada de sua casa) mas eu simplesmente amei.
O enredo todo é basicamente este, com Akira reencontrando Mizuki e tentando reconquistá-la, já que esta tem medo de se envolver com garotos. Ambos possuem um grande fã clube em suas escolas. Morri de rir do quanto todos os garotos de Dankaisan são apaixonados por Akira e seus dois amigos Nikaidou Ran, presidente dos estudantes da escola, e Kiryuuin Rui, vice-presidente, que são loucos para se casar com ele (e meu coração de fujoshi não aguentava as cenas dos três hehe).
Nikaidou Ran e Kiryuuin Rui
Akira é uma fofura sem igual (sei que usei essa mesma palavra muitas vezes, mas não tem outra). Por passar a imagem de um garoto feminino, o ator usava uma voz bem delicada. Já para a personagem Mizuki, a atriz usou pouca delicadeza e funcionou muito bem também.
Nikaidou Ran e Kiryuuin Rui foram dois personagens super engraçados. O primeiro, esperto e meio sério (estilo líder bandido de desenho animado). O segundo, inocente e muito burrinho mesmo, bem tapado hahaha
Além do casal principal, os outros personagens também foram muito bem. As outras garotas da banda de Mizuki, a Blaue Rouse, também tiveram um papel importante na trama, e a baterista, em especial, foi muito engraçada mesmo. Só não gostei muito da Kaoru, a vocalista, que era bem séria e meio chatinha. Parecia gostar de Mizuki, mas esse ponto não foi muito explorado. Foi super engraçado como as garotas da escola shippavam as duas.
As escolas de ambos não foram muito mostradas, mas vemos claramente o quanto os estudantes das duas eram doidinhos! haha
Só não concordo com a sinopse sobre o fato de haver preconceito entre o relacionamento de Akira e Mizuki e ter pessoas querendo acabar com a relação. De certa forma, houve sim ciúmes tanto por parte dos garotos de Dankaisan quanto das garotas da escola Nobara, já que amam tanto os dois, mas não tentaram realmente fazê-los se separarem.  
Além deste enredo, sobre o reencontro dos protagonistas, houve um pequeno drama sobre o fato da banda de Mizuki querer muito participar de um festival e esta precisar escrever uma canção de amor, então Akira ajuda-a da melhor forma que pode. 
A estória, como você percebe, é bem indicada para garotas que gostam de romance clichê, leve e bem bobinho (mangá shoujo mesmo). Só posso dizer que eu AMEI e pretendo assistir mais umas mil vezes
capas originais do mangá
O mangá Ai Ore! possui cinco volumes e me surpreendi com o quanto os personagens foram retratados bem característicos mesmo (como você pode ver nas capas acima, Mizuki está bem masculina mesmo e Akira pode se passar totalmente por uma garota!). Não achei os atores escolhidos tão apropriados quanto a isso; Akira, ás vezes (como na capa do filme) pode ser confundido com uma garota, mas não achei a atriz de Mizuki nem de longe parecida com um garoto. Como ainda não li o mangá, não sei se a adaptação ficou boa para os fãs, mas já pretendo ler logo logo. Em breve estarei contando aqui no blog o que achei.

Avaliação:
★ ★ ★ ★ ★

🍨 Bônus 🍨