Cat Diary

Bom Dia! (o≧∇≦)o Hoje contarei o que achei de mais uma obra deste mangaká que estou gostando muito de ler, mesmo autor de Uzumaki - A Espiral do Horror e Tomie.

Informações:
Título:            Cat Diary
Gênero:          Horror
Editora:         Comics One
Ano:               2007
Autor:            Junji Ito
Volumes:        1
Sinopse: A história é sobre um autor de mangás de terror que se muda para uma casa nova com sua esposa. Mas ela acaba trazendo dois convidados muito indesejados. Nesse mangá, do aclamado mangaká de terror Junji Ito, o autor trabalha com um humor do tipo ?gag?, misturando situações do dia a dia do convívio familiar de um casal e o terror que as pequenas criaturas causam. História muito boa, com diversas expressões faciais de causar espanto. Essa é a primeira vez que Ito se aventura com algo que não seja do gênero de terror, mas ainda assim, as influências de séries anteriores continuam ali presentes. E a resposta é "sim" pra quem pensou que isso é praticamente uma autobiografia de Junji Ito, até mesmo os personagens foram feitos baseados em sua fisionomia e de sua esposa.

Cat Diary narra o cotidiano de J., um mangaká casado que se muda com a esposa para uma casa nova. A vida no novo ambiente parecia promissora, até que sua esposa decide levar para casa o gato Yon, que vivia na casa de seus pais. J. não quer a presença do gato, que parece bem estranho, mas acaba fazendo as vontade de sua esposa. Mas além de Yon, sua esposa decide adotar Mu, para que o primeiro não se sinta sozinho na nova casa.
Yon e Mu
Começam então vários incidentes bizarros envolvendo os dois gatos. Yon é bem sinistro ás vezes; possui marcas em suas costas que lembram uma caveira ou rosto contorcido de horror e, de alguma forma que não é explicada, consegue provocar ilusões em J.
Mu não é tão sinistro nem apronta quanto o outro gato, mas é bem arisco e muitas vezes acaba machucando J., quando este tenta fazer carinho. Na verdade, nenhum dos dois gatos gosta muito dele.
Dizem que o mangá é baseado na vida de Juji Ito, uma vez que o personagem é J., ele tem os mesmos gatos da estória e os traços dos personagens foram inspirados nele mesmo. É bem divertido acompanhar, a cada capítulo temos um incidente diferente envolvendo os dois animais.
Ri muito durante a leitura, pois J. constantemente se contradiz. Ele diz que não irá permitir que, primeiro, sua esposa traga gatos para a nova casa, mas acaba cedendo. O mesmo acontece quando é necessário fazer mudanças na estrutura para confortar Yon e Mu. Outro momento que ele se contradiz é quando ele diz não se importar com os gatos, ou não gostar deles, mas acaba querendo atenção e tentando conquistá-los.
Mas também, J., como não amar? *^*
Nesta obra não há terror, fugindo um pouco do estilo do autor, mas houve muito capricho nas expressões de cada personagem de forma que eles ficaram assustadoramente bizarros em cada cena.

Avaliação:
★ ★ ★ ★ ★
Este mangá não foi publicado no Brasil, no entanto você pode lê-lo traduzido aqui.



Curiosidade: O boato de que o mangá é baseado na vida do autor ganha forças pelo fato de, na vida real, o gato do Junji Ito ter realmente aquela careta no pêlo. No fim do mangá, há mais curiosidades. 
Na foto ao lado (clique para ampliar), você pode ver que o outro gato também tem uma grande semelhança ao personagem do mangá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário