A Garota Que Você Deixou Para Trás, Jojo Moyes

Oláa, tudo bom? ( ~ ◔ ᴥ ◔ ~ ) Hoje venho com mais uma resenha literária, o primeiro livro que li desta autora tão comentada ultimamente. Posso adiantar que com razão de haver tantos elogios!

Informações:
Título:                        A Garota Que Você Deixou Para Trás
Gênero:                      Romance, Ficção 
Editora:                     Intrínseca 
Ano:                           2014
Páginas:                     384
Autora:                      Jojo Moyes
Sinopse: A Garota Que Você Deixou Para Trás - Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo a família, a reputação e a vida na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.

Quero deixar claro que está é uma das resenhas mais difíceis que já fiz. É muito complicado expressar em palavras todos os sentimentos que temos durante uma leitura como esta. Tentarei, então, fazer meu melhor.
A Garota Que Você Deixou Para Trás. Duas estórias, duas mulheres que não se conheciam, separadas por quase um século, mas que acabam se conectando.
Durante a primeira guerra mundial, Sophie Lefèvre, uma jovem e forte mulher, é separada de seu marido, Édouard, que fora para a guerra. Vive então com seus irmãos e sobrinhos, lutando a cada dia para sobreviver e se manter firme, apesar de ter tanta saudade do marido. Seu único conforto é o quadro que Édouard pintara de Sophie, que mostra uma mulher forte e determinada.
Quando pensa que as coisas não poderiam ficar piores, sua pequena cidade é invadida pelos alemães e, ainda por cima, o comandante lhe obriga a cozinhar para todos. Muitos da cidade começam a lhe dar as costas por estar cozinhando para o inimigo, mas Sophie sabe que não havia mais nada que pudesse fazer, além de ter esperança de um dia voltar a ver seu amado.
A dama vê uma oportunidade perfeita de arriscar tudo para reencontrar Édouard quando o comandante começa a aproximar-se mais, em uma amizade baseada em diálogos sobre obras de arte, e mostra interesse pelo quadro de Édouard.
Quase um século depois, conhecemos Liv Halston, em Londres. Devastada pela morte precoce de seu marido, Liv vive dia após outro sem viver realmente. Endividada e sem esperanças, seu único conforto na imensa casa vazia é o quadro chamado A garota que você deixou para trás, que fora presente de seu marido, um pouco antes de sua morte. Em uma noite meio maluca, acaba conhecendo um homem que parece trazer de volta o brilho ao seus olhos.
Quando tudo estava indo quase bem, Liv tem seu mundo virado totalmente de cabeça para baixo quando recebe uma intimação: os herdeiros da família Lefèvre querem o quadro que era, por direito, deles. Como abrir mão daquilo que a mantém ligada ao marido? Mas não é só por ser o último presente de seu falecido marido...algo diz a Liv que ela simplesmente não deve entregar o quadro.
Este livro é o livro. É simplesmente aquela estória que faz você sorrir e chorar. Torcer e esperar, roendo as unhas, por um final feliz. Quando comecei a ler, logo simpatizei (é impossível não simpatizar!) com Sophie. Ela é simplesmente forte, determinada e, apesar de ter muitos motivos, não se deixa desabar.
Gostei tanto dela que achei ruim quando sua parte acabou (Na verdade, é assim: O livro é dividido em partes, alternando entre o passado e o presente, mas nada que seja confuso, é tudo bem determinado), pois eu queria muito saber como a estória acabaria (e se ela iria reencontrar seu amado Édouard).
Mas aí, me surpreendi ao desenvolver a mesma ligação com a segunda protagonista, Liv. Liv também é uma mulher forte, apesar de já se encontrar sem forças, e todos os seus problemas me fizeram torcer por ela também. As duas personagens me conquistaram de tal forma que eu não conseguia largar o livro e sentia a mesma angustia que ambas. Eu juro que, se eu fosse um pouco mais sensível, teria me acabado em lágrimas - não por ser triste, mas por ser tão emocionante. É emocionante. É uma linda estória de amor, de esperança e luta.
Voltando ao enredo, nas páginas seguintes, acompanhamos a luta de Liv para ficar com o quadro, enquanto, desesperadamente, aguardamos a revelação sobre o quê realmente aconteceu com Sophie. São duas estórias lindas que se conectam.
A Garota Que Você Deixou Para Trás é um livro lindo que me levou aos inúmeros sentimentos - desde ao riso, á indignação, ao choro. Favoritei e pretendo reler um milhão de vezes. Gostei tanto que coloquei imediatamente todos os outros livros da autora na minha lista de desejados.
É, sem dúvidas, um dos melhores (se não o melhor) livros que já li. Me tocou profundamente e me deixou impactada durante dias. Nem preciso falar que recomendo, não é? 

Avaliação:
★ ★ ★ ★ ★
Compre aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário