Por Toda A Eternidade - Firefly Lane # 02

Olá, pessoas! ʕ≧ᴥ≦ʔ Hoje venho com resenha literária. Este é o emocionante segundo livro da série Firefly Lane. O primeiro, Amigas Para Sempre, já foi resenhado aqui.

Informações:
Título:                       Por Toda A Eternidade - Firefly Lane # 02
Gênero:                     Romance, Ficção
Editora:                    Novo Conceito
Ano:                          2014
Páginas:                    400
Autora:                     Kristin Hannah
Sinopse: Tully Hart é uma mulher ambiciosa, movida por grandes sonhos que, na verdade, escondem as lembranças de um passado de abandono e dor. Ela acredita que pode superar qualquer coisa ao esconder bem fundo os sentimentos de rejeição que carrega desde a infância... Até que sua melhor amiga, Kate Ryan, morre. Então, tudo começa a mudar para Tully, que se vê escorregando em um precipício cheio de memórias melancólicas e remédios para dormir... Dorothy Hart — ou Cloud, como era conhecida nos anos 1970 — está no centro do trágico passado de Tully. Ela abandonou a filha repetidas vezes na infância. Até que as duas se separaram de uma vez por todas. Aos dezesseis anos, Marah Ryan ficou devastada pela morte da mãe, Kate. Embora seu pai e seus irmãos se esforcem para manter a família unida, Marah transformou-se numa adolescente rebelde e inacessível em sua dor. Tully tenta aproximar-se de Marah, mas sua incapacidade para lidar com os sentimentos da afilhada acaba empurrando a menina para um relacionamento infeliz com um rapaz problemático. A vida dessas mulheres está intimamente ligada, e a maneira como elas vão rever seus erros e acertos constrói um romance comovente sobre o amor, a maternidade, as perdas e o novo começo. Onde há amor, há perdão...

Por Toda a Eternidade se passa cerca de quatro anos depois da morte de Kate, mostrando como a perda afetou cada membro daquela família, em especial Tully e Marah. Tully se encontra em uma situação deplorável. ela perdera a única pessoa que já a amou, sua melhor amiga desde os quatorze anos e, devido ao afastamento nos últimos meses de Kate, ela perdeu também a carreira.
Ela prometeu a Kate que iria cuidar de Marah, a filha mais velha de Kate e Johnny, sobretudo, porque sabia que ela iria ficar mais afetada, já que tem tantos arrependimentos sobre como se comportara com a mãe antes do câncer. Mas Tully percebe que não é forte o suficiente para cuidar de si mesma sem Kate, quem dirá cuidar da afilhada.
Você acha que tem todo o tempo do mundo até pensar que não o tem.
Marah, que se afastou completamente da família depois da morte da mãe, passou a se comportar de uma forma destrutiva e cada vez mais obscura. Ela que sempre se mostrou rebelde, impaciente com os pais, mesquinha e fútil, se torna uma protagonista nesta continuação, então passamos a entender o seu lado, conhecer a causa de suas atitudes e compreender o quanto ela sofria também, só tinha um jeito diferente de lidar com a dor.
Além destas duas protagonistas, ganha muito destaque Johnny, o marido de Kate, e Dorothy (ou Cloud), a mãe de Tully. As velhas dores sobre a origem de Tully voltam à tona, com muitas explicações, alta carga emocional e surpresas.
Você sabia que toda a sua vida pode ser transformada com uma única escolha? Não.
Dortohy foi uma personagem sempre presente na estória de Tully, e que, aposto, todos nós julgamos muito por sempre abandonar sua filha e pelo vício em drogas e álcool. Neste livro, também pudemos compreendê-la, sendo transportados para os anos 1950 e a infância, onde tudo começou e afetou Tully tantos anos depois.
Por Toda a Eternidade tem pouca estória no presente, 2010, na verdade. Quase o livro todo é composto por lembranças, flashbacks, onde os personagens analisam seus erros do passado, os momentos dolorosos desde que Kate morreu, enquanto nos mostram o que aconteceu nestes quatro anos entre Amigas Para Sempre e esta continuação.
"As lembranças são o que somos, Tul. Por fim,esta é toda a bagagem que leva com você. O amor e as lembranças são o que dura. Por isso é que a vida passa diante de seus olhos quando você morre - você está escolhendo as memórias que quer. É como embalar as coisas."
Admito que fiquei um pouco confusa pela quantidade de passagens de tempo que o livro tem, indo para o passado, voltando ao presente. Foi muito bom mesmo conhecer melhor cada personagem, descobrir que todos têm seus arrependimentos, quão humanos são. A carga emocional é grande, são estórias desvendadas de jeito realmente emocionante, principalmente a de Dorothy. Há muitas surpresas.
Kate era minha personagem favorita, e aqui pudemos ver quanta falta ela faz para aquela família. Mas o livro traz uma mensagem importante para quem perdeu alguém; não importa como, a pessoa que partiu sempre estará ao seu lado. Seja literalmente, o espírito dela (para quem acredita), ou em lembranças, como uma velha música, ou um cheiro.
Há muitas outras mensagens igualmente bonitas, principalmente uma sobre o perdão, a importância de correr atrás do tempo perdido, de dar a si mesmo uma segunda chance, valorizar o que você tem hoje antes que perca.
Como é sentir que as pessoas não conseguem lidar com a sua ausência? Como é se sentir tão amada por tantas pessoas?
Apesar de ser o segundo volume desta série, Firefly Lane, Por Toda a Eternidade não precisa ser lido depois de Amigas Para Sempre. É possível ler cada volume separadamente, pois este segundo conta muito do que aconteceu antes, pelos flashbacks. Mesmo assim, aconselho sim ler o primeiro antes, para entender a intensidade da amizade de TullyeKate, para entender porquê isso afeta tanto Tully e, claro, conhecer Kate, aquela que é mencionada por todos como um anjo.
"Sei o quanto significa para mim. Com que frequência temos segundas chances?"
Foi um livro realmente lindo, assim como o primeiro, e nem parece ter as quatrocentas páginas. Há um certo acontecimento que nos prende e deixa uma agonizante curiosidade sobre o final, se será feliz ou não.

Avaliação:
★ ★ ★ ★ ★