Antique Bakery

Bom dia, leitores!  ^㉦^) Há algum tempo contei, aqui, o que achei do filme Antique Bakery, que é inspirado no anime e mangá japonês. Conferi o anime e hoje estarei resenhando-no e comparando com o filme. 

Informações:
Nome:            Antique Bakery/ 西洋 骨董 洋菓子店
Gêneros:        Comédia, Drama, Shounen-Ai 
Ano:               2008
Episódios:      12
Sinopse: Tachibana recentemente deixou seu emprego em uma empresa de alta classe, e por razões desconhecidas, decide abrir uma padaria. Seu primeiro empregado é Ono, um patissier extremamente talentoso, que também é conhecido como o "Gay de charme demoníaco", algo que fez com que ele perdesse seus antigos trabalhos incontáveis vezes. Junta-se à tripulação também Eiji - um boxeador campeão aposentado - que é contratado no local apenas como um estagiário simplesmente porque ele não é o "tipo" de Ono. No entanto, Chikage, o amigo de infância desajeitado e sempre à sombra de Tachibana, é exatamente o tipo ideal dele! Agora, com a loja finalmente aberta, todo mundo parece estar completando suas posições bem; mas uma pergunta permanece: quais foram os motivos de Tachibana para abrir a padaria, e isso tem uma relação para seu passado conturbado e esquecido?

Keiichirou Tachibana é um homem confiante, com alguns fantasmas do passado, de boa família. Um dia, surpreendendo a todos, ele decide abrir uma padaria, mesmo que deteste bolos. 
 Para que a padaria, Antique, faça sucesso, ele decide contratar o melhor patissier, chegando a Yusuke Ono. Ele é muito talentoso, faz bolos e doces franceses maravilhosos, mas tem suas peculiaridades. Ele se diz ser um "gay de charme demoníaco" e isso resultou na sua demissão dos empregos anteriores por ter causado a discórdia no trabalho. Além disso, ele e Tachibana se conheciam no colégio, Ono havia se declarado para ele e havia sido rejeitado de uma forma humilhante.
 Mesmo com a situação desconfortável, Tachibana decide contratá-lo uma vez que Ono diz não se lembrar do que aconteceu no passado, e de qualquer forma ele é hétero e não se sentirá afetado pelo "charme demoníaco".
 Os dois começam então a trabalhar na Antique, mas logo surge Kanda Eiji, um boxeador jovem porém já aposentado e apaixonado por bolos, que se torna aprendiz de Ono. Completa o time Chikage Kobayakawa, um amigo de infância de Tachibana que é como seu guarda-costas, mesmo que ele não queira, muito atrapalhado e incapaz de executar uma ordem complicada.
 Como vocês podem ver pelas postagens da categoria "Animes", eu assisto pouquíssimos mesmo, porque não tenho muita paciência, apesar de amar mangás. No entanto, há algum tempo estive com uma grande vontade de assistir algum anime maduro/josei, e acabaram me indicando este. Como já vi o filme coreano, *resenhado aqui*, e amei, resolvi dar uma chance.
 Não tem muita diferença entre o anime e o filme, o enredo é praticamente o mesmo, com os mesmos conflitos e características dos personagens. No começo eu estava com uma opinião neutra, pois por ter assistido ao filme, não podia me surpreender com nenhum acontecimento.
 Mesmo assim, aos poucos fui me cativando tanto! Antique Bakery é muito divertido e leve, a cada episódio há um conflito diferente, envolvendo ou não um outro personagem que aparece, enquanto surge o mistério sobre Tachibana.
 O filme pegou os principais conflitos do anime, fez um "resumão", mas sobrou muita coisa ainda e gostei muito por isso, pois consegui aproveitar aventuras novas dos personagens e me surpreender. Como o enredo é o mesmo do filme, não há também romance, então não pode ser marcado como yaoi.
Aos poucos fui ficando muito envolvida e cativada, acabei me apegando aos personagens, principalmente Eiji, que foi meu favorito, e eu que não tenho paciência para ver muitos animes, acabei achando curto! É realmente leve e divertido, cada personagem é bem maluco e cativante, tendo sua história explorada em algum episódio. 
Um ponto que chamou muito minha atenção, assim como no filme, foi a questão culinária. Muito é mostrado da confecção dos produtos da Antique e sem notar vamos aprendendo curiosidades sobre os ingredientes, então quem tem um interesse a mais nesta área vai gostar muito.
 Os episódios finais desvendaram o mistério sobre o verdadeiro motivo de Tachibana ter aberto a Antique, com algumas cenas de suspense. Não me surpreendi por ter visto o filme, mas gostei por ter servido para esclarecer uma coisa que eu tinha ficado confusa sobre o final.
 Eu gostei muito mesmo de Antique Bakery, é bem leve, divertido e rápido, com conflitos diferentes, de forma que não fique cansativo, e muitas aventuras legais, além de um pouco de suspense. Não era o tipo de anime que eu estava procurando (dramático com romance), mas mesmo assim aproveitei e recomendo para quem gosta do estilo.

Avaliação:
★ ★ ★ ★ ★

Nenhum comentário:

Postar um comentário