James E O Pêssego Gigante

Oi leitores, bom dia! (O・Ω・O) No post de hoje resenharei um filme infantil muito fofo que eu gostava muito quando criança e revi há pouco tempo.

Informações:
Nome:                                       James E O Pêssego Gigante/ James And The Giant Peach
Lançamento:                            5 de Julho de 1996
Direção:                                    Henry Selick
Gênero:                                     Aventura, Animação, Fantasia, Musical
Duração:                                   80 min.
Classificação:                           Livre
Elenco:                         Paul Terry, Joanna Lumley, Miriam Margolyes, Susan Sarandon, Richard Dreyfuss, Jane Leeves, Pete Postlethwaite, Simon Callow



Sinopse: James (Paul Terry) é um jovem órfão que mora com suas maléfica tias, até o dia que surge um pêssego gigantesco, do tamanho de uma casa, e que pode ser a unica forma de James realizar seu sonho, embarcando em uma aventura extraordinária.



James era um garotinho normal, com sua família unida e cheia de sonhos. Um dia, no entanto, seus pais morrem e ele é obrigado a viver com suas tias, duas mulheres detestáveis que fazem-no ter trabalhos pesados e maltratam-no muito.
James, porém, nunca esqueceu de seus sonhos e, quando um homem estranho lhe dá algumas pequenas criaturas mágicas que, por engano ao entrar em contato com um pêssego, lhe transforma em um pêssego gigante.
 O garoto embarca em uma grande aventura, tentando fugir de suas tias e tentando chegar à terra onde seus sonhos poderão ser realizados. Nesta aventura ele conta com vários insetos que também foram afetados pela mágica, seus primeiros amigos de verdade.
 Roald Dahl é o autor de livros infantis que inspiraram os filmes que mais marcara minha infância, como A Fantástica Fábrica de Chocolate, Matilda, Convenção das Bruxas e O Fantástico Senhor Raposo. Quando descobri mais um filme inspirado em suas obras, James e o Pêssego Gigante, corri para ver. Na verdade, eu já assisti muito a este filme, mas não me lembrava muito bem dele.
 Assim como os outros filmes que citei, este foi muito cativante. Por ser voltado ao público infantil, é muito leve e traz alguns conflitos, a presença de alguns vilões, mas nada pesado. Os oitenta minutos passam rapidinho, é envolvente, com várias cenas musicais, e muito divertido mesmo.
 Durante a aventura, os personagens passam por muitos momentos de tensão e, mesmo sabendo que tudo acabará bem no final, é impossível não sentir um pouco de expectativa. Um outro ponto muito legal do filme é o fato de ele possuir uma parte em animação, achei bem diferente e gostei.
Como é uma obra de fantasia, o final não vem com algo "pé no chão". Gostei muito da forma como acabou, e ainda trouxe mensagens muito legais sobre a importância de acreditar e correr atrás dos seus sonhos. James e o Pêssego Gigante é um filme leve, divertido e muito fofo, que encantará até mesmo os adultos.

Avaliação:
★ ★ ★ ★ ★
Assista aqui (dublado)


O livro que inspirou o filme foi lançado no Brasil pela Editora 34. Eu gosto muito de conferir as obras literárias quando gosto tanto de um filme, então já está na minha lista.
Sinopse: James vai morar com duas tias velhas e horrorosas em uma casa no alto de um morro. Certo dia, em uma árvore seca do jardim, nasce um enorme pêssego, habitado por estranhos insetos tamanho família. Com esses bizarros amigos, James parte para loucas aventuras em uma viagem transatlântica rumo a Nova York a bordo do pêssego gigante.