Tokyo Ghoul

Oii!!! (ノ^∇^) Mais uma resenha de anime saindo hoje. Este eu sempre via muita gente comentando e, por estar nos recomendados do anime anterior (que adorei), decidi dar uma chance.

Informações:
Nome:          Tokyo Ghoul/ Toukyou Kushu
Gêneros:      Ação, Horror, Seinen, Violência, Psicológico, Sobrenatural, Mistério
Ano:             2015
Episódios:    12
Sinopse: Nos tempos modernos de Tóquio, a sociedade vive com medo de Ghouls: criaturas misteriosas que parecem exatamente como os seres humanos com uma fome insaciável para a sua carne. Nada disso importa para Ken Kaneki, um jovem livresco e comum, até um encontro sombrio e violento transforma-o para a primeira raça de Ghoul-humano. Preso entre dois mundos, Ken deve sobreviver aos conflitos violentos de facções Ghoul, durante a tentativa de aprender mais sobre a sociedade Ghoul, seus novos poderes, e a linha fina entre o homem e monstro.

Apaixonado por livros, Kaneki Ken se interessa em ser amigo de Rize Kamishiro, uma garota bonita que parece ter os mesmos gostos que ele. É durante um encontro com ela que algo que Ken nunca imaginaria acaba acontecendo com ele. Rize é uma Ghoul: uma temida criatura que mesmo com a aparência normal, possui uma fome insaciável por carne humana e habilidades sobrenaturais.
No entanto, enquanto era atacado pelo monstro, um acidente ocorre e tudo que Ken se lembra era de ter ido para um hospital e passado por uma cirurgia delicada  e que talvez que Rize tenha morrido.
Pensando que sua vida finalmente continuaria normal, Ken descobre que se tornou um Ghoul também, ou pelo menos uma nova espécie criada a partir da mistura das duas raças. No meio dos dois mundos, Ken não pode viver totalmente como um humano ou totalmente como um Ghoul.
É então que ele é levado para a Anteiku, uma espécie de abrigo para Ghouls que não querem matar. É aonde esses ghouls conseguem alimento de forma ‘limpa’ e também podem viver como humanos.
Ken agora conhece três mundos em um: o dos  Ghouls que lutam para ser reconhecidos como seres vivos e que não matam humanos inocentes; os Ghouls com sede de vingança e que não se importa com quem matam; e os investigadores que a todo custo querem exterminar essa raça monstruosa que impede os seres humanos de viverem em paz.
Depois de ver Ajin, notei que um dos animes relacionados na página do Anime Planet, era Tokyo Ghoul. Lembro que conheci o anime ano passado quando estava sendo transmitido sua segunda temporada e confesso que torci bastante o nariz devido ao modismo na época. Porém, fiquei curiosa em saber porquê Tokyo Ghoul estava na lista de semelhantes e, devido ao seu número de episódios, resolvi dar uma chance.  Pessoalmente, ainda não acho ele essa coisa toda, mas confesso que me peguei bem ligada à estória e algumas vezes com vontade de ficar vendo e saber mais.
É um anime bem violento e forte (por isso foi censurado com algumas ‘sombras’ no lugar de partes de cadáveres ou machucados bem graves, por exemplo). E algumas vezes isso me incomodou um pouco. Em alguns momentos ele foi monótono e outras bem chato, principalmente por causa de alguns personagens extremamente irritantes  como Touka (primeira foto abaixo) e  Hinami (a criança da segunda foto), e   por causa disso tive que diminuir uma estrela da nota final.
Mesmo assim, não deixei de aproveitar a estória, que  não foi algo diferente e novo para mim, mas fiquei interessada nessa sociedade separada dos Ghouls que não querem apenas sair por aí matando e comendo. Algumas vezes me peguei dividida entre os Ghouls que realmente queriam viver dignamente como humanos e os humanos que temem tanto essa raça.
Termino a primeira temporada com uma boa impressão, e curiosa sobre como será esse novo Kaneki mostrado no finalzinho. E curiosa também sobre se ele ou seus amigos conseguirão colocar um fim a essa guerra em que ambos os lados só têm a perder.

Avaliação:
★ ★ ★ ★ ☆

Nenhum comentário:

Postar um comentário