Viva Para Contar - Detective D.D. Warren # 04

Oláa, boa noite! (๑・౩・๑)Hoje finalizei essa leitura policial, segundo livro que leio da autora, e venho comentar o que achei.

Informações:
Título:                       Viva Para Contar - Detective D.D. Warren # 04
Gênero:                     Romance Policial
Editora:                    Novo Conceito
Ano:                          2012
Páginas:                    480
Autora:                     Lisa Gardner 
Sinopse: Em uma noite quente de verão, em um bairro de classe média de Boston, um crime inimaginável foi cometido: quatro membros da mesma família foram brutalmente assassinados. O pai — e possível suspeito — agora está internado na UTI de um hospital, entre a vida e a morte. Seria um caso de assassinato seguido por tentativa de suicídio? Ou algo pior? D. D. Warren, investigadora veterana do departamento de polícia, tem certeza de uma coisa: há mais elementos neste caso do que indica o exame preliminar. Danielle Burton é uma sobrevivente, uma enfermeira dedicada cujo propósito na vida é ajudar crianças internadas na ala psiquiátrica de um hospital. Mas ela ainda é assombrada por uma tragédia familiar que destruiu sua vida no passado. Quase 25 anos depois do ocorrido, quando D. D. Warren e seu parceiro aparecem no hospital, Danielle imediatamente percebe: vai acontecer tudo de novo. Victoria Oliver, uma dedicada mãe de família, tem dificuldades para lembrar exatamente o que é ter uma vida normal. Mas fará qualquer coisa para garantir que seu filho consiga ter uma infância tranquila. Ela o amará, independentemente do que aconteça. Irá protegê-lo e lhe dar carinho. Mesmo que a ameaça venha de dentro da sua própria casa. Na obra de suspense mais emocionante de Lisa Gardner, autora best-seller do The New York Times, a vida dessa três mulheres se desdobra e se conecta de maneiras inesperadas. Pecados do passado são revelados e segredos assustadores mostram a força que os laços de família podem ter. Às vezes, os crimes mais devastadores são aqueles que acontecem mais perto de nós.

Viva Para Contar traz mais uma aventura protagonizada pela detetive sargento D.D. Warren. Uma família de classe média foi brutalmente assassinada e o principal suspeito é o pai, que está agora em estado grave após atirar em sua própria cabeça.
Será que imaginavam, naquela tarde ensolarada, que nenhum dos seus sonhos se tornaria realidade?
Entretanto, mesmo com a cena do crime apontando para esta direção, algo ainda não está certo. A detetive precisa então correr contra o tempo e toda a pressão para, com sua equipe, e Alex, a nova figura no trabalho, encontrar o verdadeiro culpado.
Li um dos livros anteriores dessa série, Esconda-se, há dois anos mais ou menos e realmente havia devorado-no, gostado muito mesmo. Estava com vontade de ler um livro policial e logo me lembrei da Lisa Gardner, então vim "repetir a dose" ao ler algo dela novamente, com altas expectativas.
— Então sinta a dor. Ninguém nunca disse que uma família não causa dor em seus membros.
Foi uma leitura que logo me envolveu, já que é realmente intrigante quando a narrativa intercala entre D.D. e outras personagens: Danielle, única sobrevivente em uma família toda morta pelo pai e que hoje é enfermeira em um centro de cuidados para crianças mentalmente instáveis, e Victoria, mãe de um menino violento de oito anos. Ficava me perguntando qual seria o ponto que conectaria esses três mundos, cada vez mais curiosa.
Continuar a viver a vida. Essa é a tarefa do único sobrevivente.
Este livro aborda bastante essa questão de problemas mentais em crianças, gerando violência, e fiquei realmente intrigada com tudo isso. É uma realidade muito forte, com pais lutando o tempo todo, além daqueles que, por sua vez, são os responsáveis por essa condição em que o filho se encontra. Foi um livro que me prendeu e me fez ficar aqui criando várias teorias e culpando várias pessoas.
No fim, eu havia errado o suspeito e me surpreendi mas, sabe quando o livro deixa aquela sensação de que a reviravolta não foi tão boa assim? Eu esperava algo diferente, já que gostei tanto e fiquei de queixo tão caído com Esconda-se. Não sei, não foi algo que realmente me impressionou dessa vez.
Mais uma vez, sentiu-se frustrada. Dividida entre a vida que tinha e aquela que gostaria de ter. Ou, mais exatamente, dividida entre a pessoa que era e aquela que gostaria de ser.
Por outro lado, porém, acabei gostando mais da detetive D.D. Warren aqui, mesmo não gostando tanto do romance que houve, meio que distraindo da estória, e mesmo que ela não participasse diretamente da "ação" de novo, como espero de um protagonista. Poderia ter sido melhor, m ainda pretendo ler outros livros da autora.

Avaliação:
★ ★ ★ ☆ ☆