Slug Girl (Ito Junji Kyoufu Manga Collection vol. 7)

Olá, pessoal! Como estão? (﹏◕ ‿‿ ◕ ﹏) Hoje tem resenha de mangá, mais obras deste meu autor favorito.

Informações :
Título:                       Slug Girl (Ito Junji Kyoufu Manga Collection vol. 7)
Gênero:                     Horror, Sobrenatural, Terror, Psicológico
Editora:                    Asahi Shimbun
Ano:                          1997
Páginas:                    235
Autor:                       Junji Ito
Sinopse: Slug Girl é o sétimo mangá da série Horror World Of Junji Ito. Foi publicado no Japão originalmente em 1997. One-shots incluídas:
Slug Girl
Out of Its Element
Mold
Coldness / The Chill
Ryokan
The Groaning Drain
Bio House

Este é mais um mangá com coleção de one-shots deste autor de horror que adoro tanto! Assim como o oitavo volume, Blood Bubble Bushes, são estórias aleatórias retratando o horror de diversas formas, com elementos curiosos, bizarros, e cotidianos. A primeira estória, Slug Girl, já foi comentada por mim neste post aqui, então irei resenhar somente as seis seguintes.
Out Of Its Element é sobre um acontecimento incomum em uma pequena cidade litorânea: foi encontrado na praia uma estranha criatura marinha, morta. Os moradores ficam imediatamente curiosos e intrigados, tentando desvendar o mistério por trás daquela criatura.
Não consegui ler e não me lembrar um pouco de Gyo *resenha aqui*, mesmo que não haja nada de igual. Assim como naquele mangá, esta estória envolve uma estranha e bizarra criatura, e se estende ao lado sombrio do mar, que nunca poderemos conhecer totalmente. Foi uma estória que me prendeu muito desde o início, e gostei do tom sombrio e curioso que há nela no final.
Em Mold, um homem precisa passar um tempo no exterior e decide alugar sua casa para uma família, de um pai professor. Quando chega, depois de muito tempo, a casa está totalmente bagunçada, sem sinal da família, e há fungos por todo lugar.
Esta foi uma das minhas estórias favoritas e, mais uma vez, Junji Ito me surpreendeu ao usar um elemento tão impensado, fungos, para criar o horror. É uma leitura envolvente, onde ficamos curiosos sobre o que haveria acontecido com as pessoas que ali moravam e com a casa.
Coldness / The Chill é sobre um garoto que mora em uma área afastada da cidade grande com seus pais. Ao lado de sua casa vive uma família com uma garotinha pequena, que nunca sai de casa e parece estar sempre doente. Ela recebe muitas visitas de um médico, que a deixa atordoada.
Esta estória é sobre uma doença estranha e rara. Apesar de não ser um dos que mais gostei, este one-shot me agradou muito, e trouxe ideias surpreendentes e inovadoras.
Ryokan conta a história de uma família onde o pai simplesmente se tornou obcecado por transformar a casa em uma hospedaria. Depois disso, ele, desta vez, deseja fazer uma fonte de água quente. Vendo que seu marido estava completamente enlouquecido, a esposa pega sua filha de dez anos e vai embora de casa. Dez anos depois, o namorado da garota toma conhecimento deste hotel e decide ver por si mesmo.
Esta estória foi uma surpresa para mim, pois eu nunca havia lido algum mangá do Junji Ito onde houvesse horror com o céu ou o inferno. Foi uma estória bem interessante, mesmo que não tenha sido minha favorita.
Em The Groaning Drain, uma garota é perseguida na escola por um rapaz muito feio e nojento. Sua mãe, que sofre de transtornos obsessivos por limpeza, odeia que suas filhas tenham contato com pessoas descuidadas com a higiene, e tem um cuidado meticuloso com a casa.
Esta foi uma das minhas estórias favoritas, desde o começo fiquei curiosa e impressionada com a mania de higiene da mãe, então havia o mistério sobre o garoto. Foi muito interessante a forma como o autor mostrou este transtorno e não achei que esta parte foi exagerada para causar horror; não duvido que haja pessoas que levam a higiene ao extremo assim. O enredo foi bem construído, e foi o único que, quando chegou ao final, eu realmente queria mais.
Em Bio House uma jovem vai jantar na casa de seu chefe, que aprecia muitas comidas estranhas, como insetos, e acaba descobrindo que ele tem gostos muito mais bizarros que isso.
Esta foi a estória que teve mais sangue, mas não me impressionou muito. Não achei tão envolvente, mas o autor se manteve firme em sua marca, bizarrices e coisas nojentas.

De forma geral, foi mais um mangá do autor que adorei. Escolhi-o por estar precisando de leituras rápidas para  intercalar com livros, e realmente atingiu minhas expectativas. É um ótimo entretenimento para fãs do gênero e do autor.

Avaliação:
★ ★ ★ ★ ★
Leia aqui (traduzido em inglês).