Hataraku Maou-sama!

Oii, pessoal!! (/ ̄(エ) ̄)/ Este é outro anime que assisti recentemente e me agradou muito mesmo, apesar de alguns pontos negativos ~certos personagens~. 

Informações:
Nome:           Hataraku Maou-sama!; Overlord at Work!; The Devil is a Part-Timer!
Gêneros:       Ação, comédia, fantasia, demônios
Ano:              2013
Episódios:     13
Sinopse: Quando o Rei Demônio Satan estava enfrentando sua morte nas mãos da Hero Emilia , ele não teve escolha senão fugir rapidamente para um outro munto com seu fiel vassalo Alsiel. No entanto, após a sua chegada, o dois são surpreendidos com a realização de que eles perderam quase toda a sua magia - e, além disso, foram transformados em seres humanos comuns e estão presos em um lugar de outro mundo chamado Japão! Para sobreviver, o Rei Demônio deve agora trabalhar um trabalho a tempo parcial em um restaurante de fast-food e tentar se adaptar à sociedade moderna, e governar o país no processo. [Sinopse e Informações por Anime Planet]

O que esperar de um enredo onde o grande Rei Demônio Satan acaba transportando a si mesmo e a seu vassalo para um mundo completamente diferente do seu, aonde há estranhas carruagens que conseguem transportar pessoas sem um cavalo e pessoas com roupas estranhas? Cenas engraçadas, muitos mal entendidos e personagens sem entender nada do que está acontecendo.
Mas diferente desse pensamento, Satan, rapidamente com os poucos poderes que lhe restavam, já que não há magia nesse mundo misterioso, consegue se dar bem e arranjar um lugar para morar e um emprego decente, e claro, um nome novo com direito a registro de família. E já que precisava de dinheiro para manter seu corpo humano até descobrir como conseguiria voltar para casa, Satan começa então a trabalhar por meio período em um fast food, tornando-se um empregado modelo e se estabilizando.
Hataraku Maou-sama, me lembrou um pouco Makai Ouji, pela temática anjos vs demônios; bem vs mal, onde, no entanto, o mal não é tão mal assim, e que o bem não é tão puro e justo como deve ser. Bom exemplo é o sistema que a igreja do mundo de Satan operava, aniquilando  os hereges, aqueles que não seguiam seus conceitos e criando uma armada para aniquilar o grande Demônio.
Foi engraçado como já no começo Sadao se adaptou e muito bem - e rápido - aos costumes e às regras do mundo humano, sabendo até mesmo que ele deveria se registrar e procurar um lugar para morar. Sem contar que ele era super engraçado e sério em seu trabalho, sendo o empregado modelo, sabendo lidar com os clientes muito bem.
Talvez um ponto forte do anime seja esse foco também na vida cotidiana e “normal” de Sadao e Ashiya, mas também talvez esse seja o ponto fraco. Forte porque foi interessante vê-lo lutar para sobreviver no mundo humano fazendo o que os humanos fazem, trabalhando para pagar suas contas.
Mas fraco, porque como eu disse antes, eu não esperava que ele se adaptasse tão rápido, e talvez, eu tenha achado que o foco do anime seria as aventuras atrapalhadas do lorde do inferno no mundo completamente diferente.
Mas mesmo que dessem muito foco à vida como humano, Sadao é adorável e engraçado e isso já bastava para eu não desgostar totalmente do anime. Eu realmente gostei de seu personagem, sério e amigável, uma imagem completamente distinta de sua imagem “original”.
PORÉM…. ao invés de focar apenas em sua vida rotineira, o anime mostrou bastante da vida humana de Emília, Emi, uma guerreira que fazia parte da armada Hero, responsável pela aniquilação de muitos seguidores de Satan, que também foi parar no mundo humano ao segui-lo.
Personagens femininos não me caem bem, e personagens femininos com personalidade agressiva e forte também não. Desgostei dela desde o princípio e infelizmente tive que engoli-la por todos os treze episódios. Ela ficava o dia todo stalkeando Sadao e Ashiya com intuito de “ficar de olho neles”  e matá-los em qualquer hora que eles se tornassem uma ameaça, já que esta era sua missão. Porém, Sadao e Ashiya estavam mais preocupados em não passarem fome e encontrarem uma forma de voltar a seu mundo do que causar terror e caos no Japão.
Mas pior que Emília, só a pequena Chiho. Apaixonada por Sadao, a colega de trabalho, Chiho, vivia com ciúmes bobos, sendo que ele nunca realmente deu bola pra ela. Sua voz era irritante e, puxa vida, como focaram nela e em Emília, já que viraram best-friends. Preferiam mostrar as duas saindo juntas do que realmente mostrar o Sadao, o personagem central. Pode ser birra minha, mas tenho certeza que elas apareceram mais no anime que o próprio protagonista.
Mesmo odiando alguns personagens — e retirando algumas estrelas devido a isso — eu gostei bastante desse anime. Gosto muto de animes com comédia e que realmente me façam rir. E a animação, maravilhosa. É realmente uma pena que tenha acabado sem um final realmente finalizado. Mesmo depois de anos assistindo animes “sem finais” ainda espero que os animes se concluam. Isso pode até significar uma segunda temporada, mas muitas vezes um anime bom é deixado de lado :\
Se houver uma segunda temporada, verei com certeza, e realmente espero que foquem certo dessa vez e gostaria também de saber mais como era Sadao antes de vir para o mundo humano, já que todos estranhavam seu comportamento leve e simpático. Mais Sadao+Ashiya e menos Emilia+Chiho por favor! Obrigada! ~(‘▽^人)

Avaliação:
★ ★ ★ ★ ☆
Assista aqui (legendado em inglês)