[IDY] Minta Que Me Ama, Maria Duffy

Oláa, como estão? ヽ(๑◠ܫ◠๑)ノ Nossa, já estamos no finalzinho do ano, dá para acreditar? E, por consequência, esse é o último post para o desafio IDY do ano. Parece que foi ontem que eu estava começando HAHA Para o mês de Dezembro escolhi a categoria "Passe No Natal", já que adoro filmes, livros e o que mais estiver nessa época do ano.

Informações:
Título:                       Minta Que Me Ama
Subtítulo:                  Nunca é cedo demais para contar a verdade
Gênero:                     Romance
Editora:                    Novo Conceito
Ano:                          2014
Páginas:                    384
Autora:                     Maria Duffy
Sinopse: O inverno é a estação mais aconchegante do ano, mas Jenny Breslin não se sente nada confortável. Tudo na sua vida a total ausência de romance, o emprego chatíssimo no banco foi tocado pela mágica das festas de fim de ano. A simples ideia de passar por mais um Natal com a sua mãe extravagante e Harry, o novo namorado dela, a enche de pavor. Mas isso é na vida real... No Twitter, as coisas não poderiam estar mais interessantes. Nele, Jenny tem uma carreira em ascensão, uma vida amorosa sensacional e uma agenda superconcorrida. Então, em uma noite de bebedeira, Jenny está tuitando com suas amigas Zahra, Fiona e Kerry. E de repente ela as convida para passar alguns dias em sua casa em Dublin. À medida que a sua vida virtual entra em rota de colisão com a sua verdadeira rotina, Jenny não sabe para onde correr. Tudo parece contribuir para mostrar que a existência das suas companheiras de Twitter é um milhão de vezes mais interessante do que a sua. O fim de semana chega, e segredos são compartilhados. Jenny começa a perceber que, enquanto ela sonhava, as coisas acontecem bem depressa. Será que é muito tarde para que ela volte a assumir o controle da sua própria e verdadeira vida?

O livro Minta Que Me Ama nos lembra que as redes sociais são, na maioria das vezes, um escape, um lugar para viver mundo completamente do que há no nosso dia a dia. Jenny Breslim sabe bem disso; ela adora seu Twitter e o atualiza quase o tempo todo, comentando sobre seu cotidiano, de forma a deixá-lo mais interessante...
Lá ela tem vários amigos, com uma atenção especial por três mulheres com quem sempre conversa. A primeira é uma luxuosa maquiadora de celebridades, outra é uma mãe dedicada de um filho adorável, com um marido excelente e atencioso. E, por último, uma enfermeira totalmente feliz com seu trabalho, com quem Jenny tem uma proximidade a mais.
Na vida real, no entanto, Jenny não é tão animada quanto seus tuítes mostram. Ela detesta seu trabalho, não tem uma vida amorosa muito legal e anda um pouco solitária em seu apartamento. Durante uma noite de bebedeiras ela acaba convidando essas três amigas, com quem nunca conversou além da rede social, para uma breve estadia em sua casa.
Quando vi qual seria o estopim do livro, esse convite de Jenny para as amigas, fiquei realmente achando um absurdo. Quem convida três estranhas para passar um tempo em sua casa?! E fiquei feliz por essa pergunta aparecer várias vezes durante o livro, sendo feita pelas pessoas ao redor da personagem HAHA
O enredo não é tão chamativo e o começo estava lento para mim, com uma personagem meio forçada mas, assim que comecei a acompanhar a estória, acabei cativada. Jenny é muito divertida, passei a gostar dela mais a cada página, quando a vi tendo tantos pensamentos parecidos com os que eu teria se estivesse passando por tudo aquilo.
Esse tal encontro das amigas tuiteiras demora bastante para acontecer, e então há bastante tempo para conhecê-la com calma e todo seu cenário. Antes do grande conflito são mostradas situações cotidianas da vida de Jenny, todas que terão alguma importância mais tarde.
Foi uma leitura realmente agradável, fácil de ler e que flui bem. Muito diferente como, no início de alguns capítulos, há os sonhos que a personagem teve, uma mais louco que o outro. Eu sou doida por tudo que envolve sonhos, adoro tentar decifrar os meus e os de outras pessoas, então gostei muito dessa parte.
E, quando finalmente acontece o encontro, é realmente louco e divertido demais. Tanta coisa dá errado, tantas situações loucas! Além de claro, o lembrete de que a pessoa que você segue nas redes sociais nem sempre é 100% do que mostra ali.
Não tinha expectativa alguma sobre essa leitura e terminei gostando muito. Aborda algumas questões legais para essa época do ano quando, acredito, ficamos mais sensíveis sobre relacionamentos, amizades e tudo mais.
Não me tocou tanto nem entrou para a lista daqueles livros natalinos emocionantes e cheios de lições que você precisa ler, mas é muito boa dica para quem gosta de chick-lit também. E o romance, apesar de não ser muito desenvolvido por não ser o foco, é fofinho.

Avaliação:
★ ★ ★ ★ ☆

Nenhum comentário:

Postar um comentário